Cancelado o Vilar de Mouros 2007

Posted: Junho 13, 2007 in Uncategorized
Tags: , ,

Vilar de Mouros 2007

Dei hoje a notícia que nunca desejei dar. O Festival de Vilar de Mouros 2007 foi cancelado.
É um dia triste.
Foi das notícias que mais me custou dar, em 20 anos de jornalista, mas ainda mais difícil foi ter de dizer à minha filha, ao jantar, que já não vai haver festival este ano. Aos 9 anos, preparava-se para assistir ao seu oitavo Festival de Vilar de Mouros (apenas menos 2 do que eu), e pela primeira vez ia levar as amigas da escola.
Numa reacção a quente, ainda inconformados, família e amigos tomámos uma decisão: Vamos para Vilar de Mouros no fim-de-semana de 20 a 22 de Julho!

Comentários
  1. zé miguel diz:

    isto é uma grande vergonha. este festival era dos melhores de verão e puxava bastante people a caminha.

  2. art diz:

    É uma vergonha que, pelo simples facto de a Junta de Freguesia ser da CDU e a Câmara do PSD, as estúpidas guerrinhas partidárias interrompam um Festival que era uma referência no País.
    Tenham vergonha, seus políticozinhos de pacotilha!
    Estou solidário com a Organização. Não esmoreçam!

  3. É mesmo uma grande vergonha, e nem dá para acreditar que sejam esses os motivos, mas o que se há-de esperar num país com o nosso. Espero que esta decisão ainda não seja definitiva, visto que este festval se estava a tornar um dos melhores em termos de metal, o que ainda não havia.

  4. Jorge diz:

    Pois é Fernando, eu compreendo perfeitamente o que estás a sentir, pois é sensivelmente o mesmo que eu sinto. Como vilarmourenses e amantes do festival que somos não podíamos deixar de ter sentimentos similares.

  5. Indignada diz:

    É simplesmente inaceitável que seja possível, nos tempos que correm, que tricas partidárias interfiram com um evento caracterizado há mais de 3 décadas pela harmonia e igualdade entre todos os que lá iam, de todas as tribos, crenças e cores. Tinha que vir a política estragar tudo. Como sempre.
    Também vou tentar marcar presença em Vilar nas datas do Festival. Não sei o que lá vou fazer – provavelmente vou carpir o meu luto – mas sinto que devo lá ir.
    Vilar também é História minha.
    Força a todos quantos se empenham para levar este grande Festival a bom Porto.
    Vilar, sempre!

  6. Sérgio Nunes diz:

    É de facto vergonhoso.
    Acho que é de fazer uma recolha de assinaturas,seja online seja mesmo nas ruas, e elaborar um abaixo assinado para entregar a quem de direito com vista a reverter esta situação.
    Não podemos deixar que meras tricas politicas nos retirem o mais carismatico festival do país…
    Isto revolta-me…Porra

  7. Victor diz:

    Noutras ubicacions (Ilha de Arousa, onde se fixo o Alen Galiza nos 90…. moi recomendable)

  8. Ricardo Veiga diz:

    Como todos ja disseram, É UMA VERGONHA!!! N m interressa de kem é a culpa, simplesmente vejo uma tremenda falta de respeito por akeles k ja sentem vilar n só como um festival, m acima de tudo como uma TRADIÇÃO. Ganhem vergonha e n deixem k milhares de pessoas sofram as consequencias de um grupo de dois ou três irresponsaveis. N estamos aki a brincar aos festivais, isto são coisas sérias. Dps d tantos anos de vilar de mouros, vou ter( como tantos outros) de ficar em casa e n poder reviver a mistica de vilar k mts como eu passam um ano a espera. GANHEM VERGONHA. Ainda estão a tempo de remedear tudo isto.

  9. E D S diz:

    Isto é inaceitável!!
    Desde 2000 que me desloco a essa bela localidade para, durante alguns dias, me entregar a um outro nivel de existência que é o Vilar de Mouros. Não tenho palavras…
    Posso usar calão para chamar a esses Politicos de meia tigela alguns merecidos nomes???? Não vale a pena, provavelmente, dado o seu analfabetismo, ainda achavam que eram elogios….
    Estou mesmo chateado, já tinha combinado que seria aqui a minha despedida de solteiro: caso dai a 2 semanas….
    Não há mesmo nenhuma hipótese???
    Não mesmo?
    Se calhar vou mesmo fazer como esse pessoal: ir tb para VILAR DE MOUROS nesse fim de semana….. Puxa!!! Já estava reservado desde o ano anterior!!!
    Onde assino o Protesto????
    Saudações!

  10. fatinha diz:

    como é possivel isto acontecer!!!!!um festival fantastico k promove o alto minho.eu adorei quando la fui o ano passado e kria la voltar este ano.nao se admite!!!força organização, nao desistam.

  11. joint diz:

    realmente e uma vergonha!!aquele que se pode chamar que e o unico festival de portugal nao vai ser realizado!!porque os outros e o que eu chamo de montagem de um festival….o verdadeiro espirito de um festival so e vivido no de vilar de mouros…e com grande pena!!
    a luta continua ….

  12. jm diz:

    podem assinar aqui a peticao. Pode não dar em nada, mas ao menos é um desabafo !!! http://www.ipetitions.com/petition/vilardemouros/

  13. Lacrima diz:

    Mais ums vez, repito como toda a gente:
    Vergonhoso!
    Como pode, talvez o maior festival de Portugal, ser cancelado por falta de recursos de logistica e financeiros por parte da Camara? Ou seja quem for a(s) pessoa(s) reponsavel(eis), não faz nenhum sentido, como já disseram, mais que um festival, uma tradição, festival que trazia novos nomes a Portugal, e sabia agradar todos os gostos.
    Apoio a organização a 100% pois sei que não foi por falta de vontade por parte do pessoal nem por falta de tentativas de pedidos de ajuda!

  14. diz:

    Pois é meus amigos o Sr. Presidente da Junta de Vilar de Mouros comeu “gato por lebre”. Tratou de correr com a “Musica no Coração” que foi a empresa que fez renascer das cinzas o Festival para fazer uma “negociata” com a Portoeventos não sabendo na realidade quais os benefícios. Na verdade quem perde, somos nos os que apreciamos este tipo de eventos é o concelho de Caminha e toda a região do Alto-Minho. Mas digo-lhe uma coisa Sr. Presidente há males que vem por bem e ainda é tempo de corrigir os erros, ponha a mão na consciência.

  15. António Bastos diz:

    Só não fui ao primeiro…tinha 7 anos de idade,a ditadura até à data, só me tinha deixado miséria, e outros quantos motivos contribuiram de igual modo e forma.
    Até aí dou ao desbarato.
    Até hoje fui a todos, e muito bem:
    satisfeito;
    alegre;
    feliz;
    contente.
    E agora? eis a questão.
    É mesmo coisa da politica e dos politicos?
    Façam como eu, presidi a uma Junta 8 anos, com gente dos vários quadrantes (MRPP,CDU,PS,PSD,CDS e independentes)e nunca permite que alguém desavinhá-se do objectivo basilar, “a terra”.
    Aqui está esse valor em causa como está o que está em Vilar de Perdizes.
    Como é possível que um punhado de homens que deliberam e outro de homens que decidem, relevem sobre as massas e as vontades.
    O Minho (rio)não será o mesmo, o Minho região tambem, nem mesmo eu…
    Pensem apenas e só nisso…

  16. joao pedro diz:

    sinceramente acho que a organizaçao tambem tem grande culpa nisto, nitidamente os ultimos 3 anos foram descendo as condiçoes do campismo, qualidade, etc, não é só a junta ou a a câmara que sao culpados, pra mim é o meu festival preferido e já lá ia à 7 anos seguidos. aposto que se a ritmos pegar nisto vilar de mouros fica a ser de longe o melhor festival do país.

  17. Mónica Bastos diz:

    Olá.
    É triste.
    Aqui fica o que explicam e escrevem na página da junta de freguesia de Vilar de Mouros… ;(
    Festival de Vilar de Mouros
    Escrito por Administrator
    13-Jun-2007
    FESTIVAL DE MÚSICA DE 2007 NÃO SE REALIZA
    A Porto Eventos e a Junta de Freguesia de Vilar de Mouros decidiram, com profunda tristeza e após análise cuidada da situação, pela não realização do Festival de Vilar de Mouros em 2007.
    Apesar do seu lugar ímpar na história da música e dos festivais em Portugal, merecedor, ainda há bem pouco tempo, de um extenso documentário na RTP sobre os 35 anos de festivais em Vilar de Mouros, apesar de ser unanimemente considerado como um dos mais importantes festivais que se realizam em Portugal, o Festival de Vilar de Mouros, em vez de ser fortemente incentivado e apoiado, como seria normal, pelo que significa para todo o concelho é, ao contrário, objecto de um incompreensível alheamento ou mesmo marginalização por parte da Câmara Municipal de Caminha.
    O sonho último do seu criador, o saudoso Dr. António Barge, era a promoção de uma freguesia e, através dela, de toda uma região, encontrando na música o veículo ideal para fazer sair do anonimato uma parte do país maravilhosa pelas suas gentes, cultura e paisagens, mas ignorada pelos poderes instituídos. E conseguiu-o. Vilar de Mouros, Caminha e todo o Alto Minho devem-lhe uma boa parte da projecção que alcançaram a nível nacional e mesmo internacional. Até por isso e em respeito pela sua memória este Festival deveria merecer outra atenção.
    Apesar do interesse e do forte empenho de múltiplas entidades e personalidades da região, o mais mítico festival do país apenas teve, desde a sua criação, em 1971, até 1999, duas outras edições: em 1982 e 1996. A época era outra, não havia patrocínios e o saldo final, em termos financeiros, não encorajava em nada a realização de novas edições.
    Até que, a partir de 1999 e no âmbito de um protocolo de seis anos celebrado entre a Junta de Freguesia e duas empresas promotoras, sendo uma delas a Porto Eventos, foi possível criar um grupo de trabalho equilibrado e empenhado em reeditar este prestigiado festival, conferindo-lhe estabilidade e periodicidade anual. Foi um período de saudável mobilização institucional, com Junta de Freguesia, Câmara Municipal, Região de Turismo do Alto Minho e outras entidades a trabalharem em consonância.
    A população local sentia-se orgulhosa e cooperativa. O Alto Minho, Caminha e Vilar de Mouros apareceram nos telejornais, encheram páginas e páginas de jornais e as rádios “tocavam” Vilar de Mouros. Pela primeira vez foi possível concretizar uma série continuada de edições com sucesso e muito poucos eram aqueles que se preocupavam com alguns custos, financeiros ou pessoais, que um evento desta envergadura sempre acarreta.
    Todavia, desde a edição de 2005, a situação alterou-se profundamente. A partir daí e apesar dos nossos sucessivos apelos, nunca mais a Sra Presidente da Câmara Municipal acedeu a receber a Junta de Freguesia ou a Porto Eventos. Mais. Apesar de afirmações públicas em contrário, o município vem assumindo ultimamente atitudes que configuram já, mais do que alguma frieza ou distanciamento, verdadeira hostilidade para com Vilar de Mouros e o seu Festival. Ou que de outra maneira se pode interpretar que haja atrasos desesperantes na simples concessão de licenças, entraves múltiplos em questões vitais de ordem logística e nem uma palavra sobre o Festival apareça na Agenda Cultural da Câmara do mês de Julho do mesmo ano?
    Assim, não. O Festival é um barco demasiado grande para que nos possamos dar ao luxo de remar um para cada lado. Estamos a 12 de Junho, a pouco mais de um mês da edição programada para 2007 e a Câmara nem sequer responde às cartas registadas que a Porto Eventos lhe enviou. Neste contexto não há, portanto, condições para avançar.
    A Porto Eventos e a Junta de Freguesia têm de lamentar profundamente que, ao contrário de muitos outros municípios, onde se investe, se dinamiza e se acarinha este tipo de acontecimentos, Vilar de Mouros, o primeiro dos festivais portugueses, seja tratado desta maneira pela Câmara Municipal de Caminha.
    Mas não é o fim. Trata-se apenas de uma suspensão. Vilar de Mouros é eterno. Pela nossa parte estamos dispostos a tudo fazer para que o festival possa ser retomado já em 2008. Começando pela renegociação dos compromissos entretanto assumidos para este ano e que poderão ser transferidos para o próximo de molde a não prejudicar nenhum artista, banda ou parceiro e prosseguindo com um trabalho de sensibilização de pessoas e entidades, esperamos poder anunciar, a curto prazo, boas novas.
    Vilar de Mouros, 12 de Junho de 2007
    A PORTO EVENTOS
    A JUNTA DE FREGUESIA

  18. Salvar Vilar de Mouros diz:

    Como não temos festival, vamos todos na mesma até Vilar de Mouros nos dia 21 e 22 de julho , para mostrar que mesmo sem musica o espirito do Festival se mantem. Aparecam levenm comida e bebida e vamos fazer uma grande festa. vilardemouros@iol.pt – para combinar a festa

  19. peregrino de vilar de mouros diz:

    Eu já previa este desfecho.
    A PortoEventos não sabe qual é o espirito do Festival de Vilar de Mouros. Vilar de Mouros tem uma essencia especial. Vilar de Mouros não se pode ver como um comércio. Vilar de Mouros é simplesmente o Woodstock português, que bom foi ver a loucura controlada de 1971 e 1982.
    Respeitem a memória do pai do Festival e voltem a colocar o Festival de Mouros no seu lugar.

  20. só em portugal diz:

    como é k é possivel deixarem as tradiçoes ir por agua abaixo?????
    como é k é possivel deixarem de fazer o festival pioneiro?????
    isto é tudo devido e só por kestoes politicas k é uns dos grandes males e s nao for o dos piores…. Caminha nao dá apoios ao festival pioneiro pork???? kal a razao????? será k eles vao ter o respeito por todos os festivaleiros e dar 1razao plausival ao nao apoio do mesmo???? é claro k nao pois nao á razao para o nao realizamento deste festival…. o k ker a camara de caminha???? k fosse realizado lá na cidade???? mas k triste noticia….estas pessoas nao sabem aproveitar o k é bom…. EU FAZIA 1BAIXO ASSINADO E REMETER PARA A CAMARA DE CAMINHA….
    apeticiam dizer aki umas asneiras e mandlos todos pro ca……

  21. diz:

    … uma verdade fria e crua..
    … um mito de festival que termina. porque? sem comentarios.. caminha morre e com ela a alegria e diversao da juventude, adultos e da 3ª idade!! conheçendo caminha pela sua beleza e encanto diurno e nocturno..de ano para ano ela irá morrer, morre caminha e a gente quem vive lá.. morrendo no tempo.. adeus a caminha e o seu festival “VILAR DE MOUROS”..

  22. Luthi diz:

    Síntome moi triste ao encontrarme esta noticia. Eu son galega e este ía ser o terceiro ano que ía ao festival de Vilar de Mouros.
    Teño a pequeña esperanza de que ao final se arregle todo isto e se celebre coma todos os anos…
    Saúdos.

  23. carlos casaca diz:

    É com grande mágoa que li esta noticia. Gostaria de saber o porquê deste cancelamento.Porque para mim este cancelamento tráz água no bico.

  24. Sergio diz:

    É inacreditável que isto aconteça…
    Vamos mostrar a nossa indignação assinando a petição:
    http://www.ipetitions.com/petition/vilardemouros/

  25. Belén diz:

    Non mo podo crer! Dixéronme onte que o festival estaba cancelado..e atópome con isto! Eu son galega, e levo varios anos acudindo ó festival..eu e toda a xuventude do outro lado do Miño a que lle gusta a boa música, o bo ambiente..
    Non entendo que por causas políticas un festival tan importante acabe por non celebrarse. Portugal debería estar orgullosa dos seus festivais..En Galiza vivimos dos festivais portugueses, xa que en España é moi difícil atopar festivais desta embergadura, tan ben organizados, e tan preto da casa..
    Espero que todo se amañe..porque este verán non vai ser o mesmo..e non me gustaría que un evento así deixase de realizarse para sempre..
    Un saúdo!

  26. Mesca diz:

    Pois é concordo com o João Pedro. Já vou a vilar de Mouros há muitos anos e também acho que a organização é culpada.
    O ano passado por exemplo, onde estavam os chuveiros? no meio da lama. Para tomar banho ficavamos com os pes atulados. Onde estava a ponte para pudermos passar com as compras de um lado para o outro?
    a mim mandaram-me atravessar o rio a nado com as compras. Tive que ser escultada pela policia (como se fosse uma Criminosa).
    Onde estavam as tipicas tascas nas casas dos habitantes de vilar?
    Não as vi. e porquê? porque o organização pouco se preocupou com as condições dos campistas.Apenas queria facturar
    É com muita pena que vejo esta situação acontecer, Embora já estivesse à espera.
    Concordo que deviamos aparecer todos em vilar de mouros e fazer a festa. conviver só por conviver também faz bem.
    Alguma coisa se ha-de arranjar.
    E sim, que a ritmos e blues pegue no festival. olhem o exemplo de paredes?
    que grande organização, as casas de banho, os comes e bebes, etc….

  27. Chico diz:

    Desde 96 que conheço este festival por dentro e fora, as camaras municipais, organizadores, presidente da junta e etc.
    Quem quiser avaliar o que se passa é só olhar para o cartaz que apresenta desde que esta organizaçao está em vigor. Fez a negociata com a junta de freguesia, anunciando mundos e fundos e é o que se vê.
    Correram com quem tinha relançado o festival(que é so avaliar pelos eventos que continua a organizar e ver as bandas que tem ) pensando que agora era só encher os bolsos, infelizmente
    só nos podia calhar uma coisa destas.
    Como diz o ditado “quem os pariu agora que os lamba”

  28. Jonny diz:

    E uma vergonha.
    Como e possível não haver Vilar de Mouros, o festival de Top em Portugal que toda a gente conheçe.
    Merda de Políticos que temos, so sabem e mamar dinheiro.
    MUSICA TAMBÉM E CULTURA.

  29. Que vergonha acabarem com o 1º festival portugues diz:

    É uma vergonha este cancelamento.
    Desde que renovaram o contrato e a Porto Eventos passou a sua parceria para a Ritmo & Blues começou o declinio do Festival mais antigo de Portugal (no primeiro ano nem os tradicionais comes dentro do recinto estavam).
    Montez ou Covões voltem para que este volte a ser o maior festival português da zona norte.
    M. Crespo

  30. vitinha diz:

    eu vou mostrar o meu desagrado.la estarei…ate ja, vilar e mouros!!!!

  31. fog666 diz:

    Ola,
    e visto el festival en 2005,
    je continue en français : je suis venu spécialement il y a deux ans de France pour le festival 2005 (2800Kms) : super ambiance, belle organisation, c’est dommage que cela soit annulé cette année!!
    Desculpa pelo esvriver en frances, mas o meu portugues e bastante fraco
    Boa coragem a todos os que gosto deste festival e até o proximo ano
    ps : meu spaceweb : myspace.com/fog66612 com fotos de vilar 2005

  32. vilar diz:

    eu axo essa ideia genial assim como no Boom as pessoas que fizeram um ao lado ca fora o anti- boom. espero que muitos adiram a essa ideia porque o interesse é conhecer pessoas, amizades,etc. obrigado daniela

  33. Juan Antonio Fontán Monteiro diz:

    Es una gran verguenza!hai que ir igual y montarla delante del ayuntamiento,esto no puede volver a pasar!!! Me cago en…

  34. Cédric diz:

    É 1a tristeza, como é que é poxivel não haver este ano vilar de mouros, 1 festival dus melhores em Portugal…
    Força Vilar de Mouros

  35. rui diz:

    Isto e uma vergonha esses palhaço só fazem asneiras. Esses estúpidos de viam ser processados.

  36. Omarphoto diz:

    Es una lastima que se cancele este festival. Lo lamento mucho por la organizacion que siempre ha sido impecable y lo lamento mas, porque al final “la politica” estropee eventos culturales de este calibre. Moita sorte para 2008.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s